Sri Lanka – 10 motivos para ir

Sri Lanka – 10 motivos para ir

Vales com plantações de chá, templos escavados nas rochas, praias incríveis, paisagens deslumbrantes e um povo extremamente afável, são muitos os atributos do Sri Lanka, antigo Ceilão. 

Excelente para combinar cultura, praia, surf e safaris, o Sri Lanka encaixa tão bem com uma viagem a dois como com uma viagem em família.

Juntámos 10 (dos muitos) motivos para colocarem na vossa lista uma visita a esta pérola  do Índico.

1. O povo cingalês

Foi um dos países que melhor nos recebeu! As pessoas paravam na rua para conversar connosco, pediam para tirarmos fotografias juntos, ofereciam-nos boleia, sempre com um sorriso na cara.

Quando visitámos o Sri Lanka ainda éramos apenas 4 em fuga, tinham os nossos miúdos mais velhos 1 e 4 anos. Este país revelou-se um destino excelente para ir com crianças, onde nos sentimos sempre bem-vindos e seguros!

2. Sigiryia | Rocha do Leão

Pensem numa rocha com 200 metros de altura no meio de uma floresta. Agora imaginem que um rei mandou construir um palácio no topo dessa rocha para o tornar inacessível. 

Já imaginaram? 

Então bem-vindos à Pedra do Leão, ou Fortaleza de Pedra, um dos ícones  do Sri Lanka. Atualmente podem visitar as ruínas do palácio real, construído pelo rei Kasyapa há 1500 anos, basta subirem os degraus ao longo dos 200 metros da rocha.

Não há fotografias que traduzam a imponência deste lugar, nem a satisfação da superação por alcançarmos o topo da fortaleza do céu com duas crianças pequenas!

3. Dambulla | Templo Dourado

Situado na base de uma rocha a 150 metros de altura, o Templo Dourado vale cada degrau que é preciso subir para o alcançar.

Também conhecido como Templo das Cavernas de Dambulla, este lugar sagrado é composto por 5 cavernas, todas elas com paredes meticulosamente pintadas com figuras alusivas ao Budismo.

As cavernas acolhem ainda cerca de 150 estátuas de Buda de vários tamanhos e formatos.

À saída do templo encontram uma estátua dourada de Buda com 15 metros, que garantidamente não passa despercebida!

4. Kandy

É em Kandy que se localiza o Templo da Relíquia do Dente Sagrado, ou Sri Dalada Maligawa, onde os budistas acreditam estar guardado um dente canino de Buda. 

Apesar do dente não estar exposto aos visitantes, este templo é um dos principais locais de culto no país, movendo várias pergrinações.

Crenças à parte, vive-se uma atmosfera mística neste templo a incluir numa passagem pelo Sri Lanka. 

As várias cerimónias ao longo do dia, as movimentações dos peregrinos, o rufar dos tambores, as entregas das oferendas e todos aqueles rituais religiosos tornam a visita muito interessante.

5. Parques Nacionais

Sabiam que é possível fazer safaris no Sri Lanka? 

Não é possível avistar os Big Five, mas os elefantes asiáticos estão garantidos, assim como os macacos, aves, crocodilos, leopardos, entre outros.

Alguns dos parques nacionais mais conhecidos do Sri Lanka são o Horton Plains, Yala, UdawalaweWilpattu.

Optámos por fazer um safari num parque mais pequeno, o Parque Nacional Minneriya, por ser perto de Sigiryia. Subir à rocha de manhã e fazer o safari à tarde permitiu-nos poupar tempo nas deslocações. 

Foi uma das experiências preferidas dos miúdos!

6. Viagem de comboio

É no Sri Lanka que podem embarcar numas das viagens de comboio mais incríveis do mundo!

São vários os trajetos possíveis, mas é o troço entre Kandy e Ella, repleto de plantações de chá ao longo das suas 7h de viagem, que é considerado o mais bonito e imperdível.

O interesse desta viagem vai, no entanto, muito além das paisagens cénicas que oferece. O que a torna memorável é mesmo toda a experiência cultural que vos permite arrecadar ao partilharem a viagem com os habitantes locais.  

7. Ella

Sendo um dos principais locais de embarque e desembarque para a referida viagem de comboio pelo Sri Lanka, Ella é uma cidade bastante turística. 

Por esse motivo, a rua principal está cheia de cafés e restaurantes com menus turísticos, mas se se afastarem um pouco dessa rua a essência do Sri Lanka mantém-se lá.

Uma vez em Ella, podem fazer uma caminhada de dificuldade fácil: a Little Adam’s Peak. Trata-se de um trilho agradável numa montanha de plantações de chá, num total de 3km (ida e volta). 

Ao longo do percurso as vistas são espantosas, e passam ainda por habitantes locais, muitos deles a realizar a colheita das folhas de chá. 

8. Nuwara Elyia

Nuwara Elyia é uma cidade localizada nas montanhas centrais do Sri Lanka, o que lhe confere um clima mais fresco.

Devido ao clima e aos muitos vestígios da ocupação inglesa de outros tempos, é conhecida como a Little England e é um dos pontos de passagem da famosa rota do comboio do Sri Lanka. 

O que fazer em Nuwara Elyia? Passear pelo Lago Gregory, pelos jardins do Parque Vitória ou visitar uma Fábrica de Chá e respetivas plantações são algumas das possibilidades. 

9. Praias do sul

As Maldivas ficam a menos de 2h de avião do Sri Lanka, sendo frequente os pacotes de viagens combinarem uns dias pelo Sri Lanka com praia nas Maldivas. 

A nosso ver, como o Sri Lanka também nos brinda com excelentes praias de água quente, tanto a norte como a sul do país, é desnecessária essa combinação/deslocação extra. 

Para quem quiser aproveitar as ondas do índico para surfar, a zona de Arugam Bay, que já foi palco de vários campeonatos internacionais de surf, é o local a escolher. 

10. Baixo custo de vida

O Sri Lanka é um país extremamente barato, onde foi possível comermos bem por 10€ por dia, a dividir pelos 4.

Relativamente ao alojamento, a oferta é variada e a preços igualmente acessíveis.

Com 15€ conseguem um quarto simples para dois. Por uns 45€ conseguem um quarto familiar num hotel com piscina.

Se preferirem alojamentos locais (homestay) com uns 30€ por noite já se safam!

Os transportes públicos são baratíssimos. Podemos dar o exemplo da mítica viagem de comboio entre Kandy e Ella que custa pouco mais de 1€!

Temos de referir, contudo, que há atividades caras no Sri Lanka, como subir à rocha em Sigiryia. Há afixado um preço para os cingaleses e outro para os turistas, muito inflacionado. 

Todavia, os restantes preços irrisórios mantêm o Sri Lanka como um país com um baixo custo de vida no geral.

Vejam outros sugestões de locais a visitar pela Ásia, Portugal ou pelo resto do mundo aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.