Japão com crianças

Japão com crianças

O Japão é um país muito seguro e bem preparado para receber famílias com crianças. 

Fomos ao Japão quando os nossos 3 filhos tinham 5 meses, 3 anos (feitos lá) e 6 anos. O povo japonês foi muito receptivo, abordavam-nos com frequência para conversar e para pegar no bebé ao colo.

Inicialmente tínhamos receio que fosse um destino pouco atraente para os miúdos, demasiado citadino. Todavia, eles gostaram bastante e pedem para voltar.

Há muitos bonecos publicitários por todo o lado, muita luz e muita cor que os cativa constantemente. Só por aí já é animação garantida.

Podem visitar parques de diversões em Tóquio como a Disneyland de Tóquio, ou a Sanrio Puroland, que é a casa da Hello Kitty. No entanto, se espreitarem aqui no blog os artigos sobre as cidades por onde passámos percebem que são muitos os sítios interessantes para visitar com crianças no Japão.

Aproveitámos a experiência da nossa viagem em família para escrever este artigo com informação que gostávamos de ter encontrado antes de ir. 

Alimentação

Esta será uma das maiores preocupações dos pais em viagem. Perguntam-nos muitas vezes o que é que os nossos filhos comeram no Japão. Temos tendendência a associar o Japão ao Sushi, e eles realmente gostam e comeram Sushi, mas há outros pratos mais consensuais na gastronomia japonesa.

Exemplos de pratos japoneses de que os miúdos gostaram: 

  • Tonkatsu  – panados de porco com arroz;
  • Kushikatsu  – espetadas de vários tipos de carne;
  • Ramen – sopa de noodles muito saborosa que pode ter ovo, legumes, carne, cogumelos, etc;
  • Gyozas – é uma massa recheada com carne em forma de meias luas (ao encomendarem tenham em conta que uma gyoza traz  6 ou 7 dessas meias-luas). A origem é chinesa, mas o seu consumo é frequente no Japão;
  • Sushi – para os miúdos que gostam de sushi os Onigiri dão jeito para levar nas viagens de comboio, como os japoneses fazem. São bolinhas de arroz envolvidas em alga e com recheio de peixe ou pasta de atum. Podem encontrá-las em pacotes individuais nas lojas de conveniência por menos de 1€;
  • Outside Skirt Steak – cane de vaca muito tenra acompanhada de arroz branco.

Conselho: tal como na maioria dos países asiáticos, no Japão comem com pauzinhos e colher de sopa. Em locais não turísticos não há facas nem colheres mais pequenas, de sobremesa. Costumamos levar sempre garfo, colher de sobremesa e faca de plástico (reutilizáveis) para partir a comida dos miúdos e para comerem mais facilmente.

comida japonesa boa para crianças
comida japonesa em saca
comida japonesa de que as crianças gostaram

Carrinho de bebé: levar ou não?

Levar, sem dúvida. O carrinho de bebé vai ser útil tanto no destino como na escala (neste momento não há voos diretos de Portugal para o Japão).

Usámos o carrinho todos os dias, exceto quando fomos ao Templo Fushimi Inari, em Quioto. No templo fizemos uma caminhada pela montanha , o percurso tinha escadas pelo meio e o piso sempre muito irregular. Não é de todo viável para o carrinho. 

Conselho em Fushimi Inari: se fizerem esse percurso da montanha com um bebé levem-no num porta-bebés (usámos um marsúpio) e deixem o carrinho mesmo em casa, não há por lá onde o encostar. Para além disso, o percurso que fizemos não foi circular, portanto não era prático voltar ao ponto inicial de propósito para recolher o carrinho. 

Dificuldades sentidas: há estações de comboio/metro que têm escadas, o que não é ideal para andar com carrinho de bebé. O elevador nas estações por vezes fica mesmo fora de mão, ou nem sequer existe. No entanto, nas estações sem elevador há sempre placas a encaminhar para o elevador da estação mais próxima. Para quem viaja de cadeira de rodas será importante, mas nós optámos por carregar o carrinho pelas escadas algumas vezes para não perdermos tempo à procura do elevador. 

Compras

Há bons supermercados no Japão, mas em viagem com crianças ter lojas de conveniência abertas 24h é uma mais valia. 

No Japão há destas lojas em TODO o lado, quase porta-sim, porta-sim, mesmo em zonas mais afastadas do centro das cidades.

São 3 as principais cadeias de lojas de conveniência no Japão abertas 24h:  7 Eleven, Lawson e FamilyMart (nossa preferida).

Foram-nos muito úteis porque vendem de tudo:

  • água;
  • iogurtes;
  • leite – de chocolate ou simples, em pacotinhos ou de 1L;
  • café – importante para os pais;
  • bolachas;
  • bananas;
  • gelados;
  • panquecas japonesas embaladas individualmente – são semelhantes às “Manhãzitos Planetus” que há em Portugal, os miúdos gostaram;
  • fraldas;
  • revistas;
  • refeições prontas a uma boa relação qualidade/preço. Se quiserem aquecer para comer na hora, as lojas têm micro-ondas para esse efeito (pode servir também para aquecerem biberons).  

Dificuldades sentidas: não foi fácil encontrar nas lojas de conveniência pão sem ser de forma e fruta para além de bananas. Vimos outras frutas mas muitas vezes a preços proibitivos, como morangos a 1€ a unidade! Tirando a fruta, não achámos os preços muito diferentes dos de Portugal.

Conselho: como já dissemos noutros artigos, levamos sempre uma embalagem de Cerelac de preparar com água. Água potável ou engarrafada há em qualquer local do Japão e a papa pode safar nos pequenos almoços ou lanches dos miúdos que não se adaptem tão bem aos novos sabores.
supermercado no japão
gelado do family mart
fraldas em supermercado no japão
sushi de loja de conveniência

Amamentar em público | Fraldários

O nosso bebé de 5 meses ainda mamava em exclusivo, portanto foi necessário amamentar várias vezes fora de casa. 

Foi muito tranquilo fazê-lo em público, de forma discreta. 

Havia bastantes fraldários com condições para lá de excelentes em espaços públicos como as estações de transportes públicos ou centros comerciais. 

Alguns WC para os pais têm inclusive uma cadeirinha, bastante útil para sentarmos o bebé enquanto lá estamos.

Fraldas

Encontram facilmente em todas as farmácias, lojas de conveniência (abertas 24h) ou em supermercados.

Esperamos sinceramente que a partilha destas dicas e conselhos vos possa ser útil se quiserem visitar o Japão com crianças.

Para ajudar no planeamento da ida podem ainda consultar o nosso Guia de Viagem do Japão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.