Grutas de Alvados

Grutas de Alvados

Abertas ao público desde 1973, a visita às Grutas de Alvados leva-nos a um mundo subterrâneo incrível.  

Há duas zonas de visita. A mais antiga, descoberta por pastores há cerca de 400 anos, foi inicialmente usada por estes como abrigo.

A outra zona da gruta foi descoberta mais recentemente, há cerca de 60 anos. Desta vez o achado foi feito por trabalhadores das pedreiras que detetarem um fenda no solo. Essa fenda foi o ponto de partida para entrar pela primeira vez nas grutas, revelando uma das sala com 95 metros de profundidade.

entrada da gruta
Entrada da gruta
fenda no teto da gruta
Fenda natural no teto da gruta, a uma altura de 95 metros
lago natural
Galeria com lago
água no lago natural da gruta de alvados
Lago natural

A gruta tem uma extensão de 350 metros visitáveis, ao longo dos quais encontramos lagos naturais e várias formações calcárias.

A entrada é feita através de uma cavidade natural, o tal abrigo de pastores.

Formações calcárias

As estalactites e estalagmites são as formações mais comuns, mas nestas grutas encontram-se também muitas cortinas e bandeiras.

Recordamos que as estalactites são formas habitualmente pontiagudas que surgem nos tetos das grutas. Resultam da deposição do calcário das gotas de água que pingam do teto da gruta. Chegam até ali através de pequenas fissuras existentes no solo. 

Por sua vez, as estalagmites formam-se no sentido oposto, do chão para o teto, e resultam da água que pinga das estalactites.

Quando as estalactites se juntam com as estalagmites dão origem a uma coluna, formação esta também facilmente encontrada na Gruta de Alvados.

Em locais com o teto inclinado as gotas de água não pingam, mas sim escorrem. Este fenómeno dá assim lugar a formas mais invulgares e bonitas, como as bandeiras e as cortinas.

estalactite
Estalactite a pingar
crianças a apreciarem as grutas
Miúdos a admirar uma das galerias
galeria das grutas com várias formas calcárias
Várias formações calcárias

Já visitámos outras grutas, algumas de maiores dimensões, e podemos afirmar que as de Alvados valem a pena ser visitadas dada a diversidade de formações calcárias que apresenta.

Preços

Preço dos bilhetes:

  • adulto: 6€
  • crianças dos 5 aos 11 anos: 3,8€.

Podem ainda adquirir um bilhete conjunto que dá também acesso às Grutas de Santo António, a 2km das Grutas  de Alvados.

Preço dos bilhetes para visitar as duas grutas:

  • 9,40€ adulto
  • 6,4€ crianças.
Horário
  • setembro a junho: 10h às 17h30. Encerra à 2ª feira, exceto se feriado ou véspera de feriado.
  • julho e agosto: 10h às 18h30. Abre todos os dias.
Visitar a gruta com crianças

As grutas têm pouca acessibilidade. Há passagens mais estreitas e o piso é bastante irregular e com degraus.

Na nossa opinião não é viável visitar com cadeira de rodas ou carrinho de bebé. 

Se estão com crianças pequenas, já sabem, levem alternativa ao carrinho.

A visita a cada gruta tem a duração de apenas 30 minutos, não é massadora para as crianças. Os nossos miúdos gostaram, inclusive o de 3 anos.

Localização

Estas grutas localizam-se no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros, no Município de Porto de Mós.

Uma vez nesta zona, têm de visitar o Castelo de Porto de Mós e passar no Ecoparque Sensorial da Pia do Urso. Os miúdos vão agradecer!

Saibam mais no nosso artigo: Ecoparque Sensorial da Pia do Urso.

castelo de Porto de Mós
Castelo de Porto de Mós
ecoparque sensorial da pia do urso
Ecoparque Sensorial da Pia do Urso

5emfuga

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.